Antes de falar qualquer coisa sobre O garoto de Liverpool, gostaria de deixar bem claro que não sei muita coisa sobre a vida do John Lennon. Por isso, tudo foi bastante novo para mim.

Muito se engana quem descobre que foi feita mais uma biografia sobre o Johnny Boy, e logo imagina um Beatles for Dummies explicando como a banda foi formada e de onde vieram as inspirações para as músicas. Este filme é focado no relacionamento complicado do jovem Lennon (Aaron Johnson) com a mãe e a tia.

Julia (Anne-Marie Duff) é mãe que abandonou o garoto quando ele tinha apenas 5 anos. Ela é uma mulher jovem, bipolar e para frente que gosta de se mostrar, às vezes se insinuando até para o filho. Mimi  (Kristin Scott Thomas) é a tia que criou o garoto, amou como um filho, mas que não deixa isso muito claro por ser tão rígida e britânica.  

Quando Lennon descobre que a mãe mora perto, se deixa levar pela felicidade, mas aos poucos, conforme  percebe que as coisas não estão tão bem assim, começa a enchê-la de perguntas para que, finalmente, possa juntar o quebra-cabeça que são algumas memórias dele. A pedido da mãe, ele esconde tudo isso da tia que está tentando se recuperar da perda do marido. E bem lá no fundo, ele mesmo sabe que Mimi não quer Julia por perto porque tem medo que ela possa abandoná-lo mais um vez, partindo o coração do rapaz de maneira irreparável.

Além de todo esse drama, o filme também mostra como ele conheceu Paul e George, e mais importante, quando ele descobriu o Rock'n'Roll e começou a sonhar em ser como Elvis. 

Para mim, o mais surpreendente foi ver John Lennon como um garanhão. Que era rebelde e vivia sendo suspenso da escola por fazer coisas pornográficas, um verdadeiro caso perdido. Também nunca imaginei que ele poderia ter sido um valentão. De qualquer maneira, o que importa é que o filme é muito bom, para quem gosta ou não dos Beatles. 

Um comentário:

  1. Muito bom o seu blog. Parabéns!!! Terei vergonha de escrever sobre filmes agora... ahahah

    ResponderExcluir

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres