Título: Delirium (Delirium #1) 
Autor: Lauren Oliver
Ano de Lançamento: 2011
Número de Páginas: 440
Editora: Harper USA


"Love: It will kill you and save you, both. "


Se quando você encontra aquela pessoa você sente o coração acelerar, suas mãos ficam suadas, sente tontura e sua boca fica seca, você está no primeiro estágio de amor deliria nervosa, uma doença muito perigosa, mais conhecida como Amor.

Na sociedade distópica e futurista de Delirium, o Amor foi considerado uma doença altamente perigosa e infecciosa, e sua cura é realizada em todos os jovens ao completarem 18 anos. Lena está mais do que ansiosa para realizar a operação e se livrar do perigo constante do Amor. Ansiosa por uma vida sem amor, nem dor.

Era isso que Lena queria. Até que ela se apaixona.

Não quero falar mais para não entregar nenhuma surpresa. Só posso dizer que a narrativa de Lauren Oliver é linda. Muito depois de eu ter terminado a leitura ainda me pegava pensando no livro. O mundo futurista criado por ela me pareceu uma mistura de Jogos Vorazes e Feios. O primeiro pela questão de ser um futuro em que os recursos estão praticamente esgotados. E Feios, pela questão da operação que muda o que a pessoa é. Só que, ao contrário da operação para se tornar Perfeito em que as pessoas se tornam submissas e voltadas inteiramente para o prazer, a de Delirium, além de submissas, elas parecem perder todo e qualquer tipo de prazer da vida.

Por ter gostado tanto de Delirium, fico até com medo de me deixar levar. Mas tenho que deixar registrado aqui o quanto adorei essa história e gostaria de compartilha-la com vocês. Por isso esperam que sigam meu conselho e leiam esse livro e que gostem!

Delirium é o primeiro volume de uma trilogia. Não encontrei dados dos próximos lançamentos, infelizmente. Também não tenho informações de um futuro lançamento em português, mas espero que tenha sim!

"I love you. Remember. They cannot take it."

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres