Título Nacional: Dom Quixote de La Mancha
Autor: Miguel de Cervantes
Ano de Lançamento: 1605
Número de Páginas: 587
Editora: Martin Claret
Título Original: Dom Quixote de La Mancha

Na oitava série, a professora nos separou em grupos e pediu que representássemos trechos desse livro. O trecho do meu grupo envolvia ovelhas - improvisadas na forma do poodle da minha colega - e o moinho. E isso é tudo o que eu lembrava de Dom Quixote, até ler para o Desafio Literário.

O livro conta a história de um fidalgo que, de tanto ler romances de cavalaria, decide se tornar um cavaleiro. Então ele pega seu burro/cavalo e sai por aí, procurando aventuras (e na maioria das vezes só encontrando confusão) com seu "braço-direito" Sancho Pança.

O interessante dessa narrativa é que ela se trata de uma metáfora, alguns dizem que para o sonho, outros afirmam que para a loucura. Pra mim, apesar da dificuldade de leitura, devido a linguagem antiga (vocês viram ali acima que o livro foi lançado em 1600 e poucos), foi uma grande metáfora de como o mundo imaginário dos livros, filmes e etc podem acabar influenciando até demais as pessoas. Porque o mundo real muitas vezes não é nada igual ao imaginado, que parece muito melhor, e Cervantes joga com isso o tempo todo em sua obra.


2 comentários:

  1. Acho que Cervantes quis fazer uma paródia a vida e a sociedade da época. Excelente escolha a sua. bjs

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é maravilhosa...gosto de lê-lo lentamente para absorver melhor o significado contido em suas passagens.

    Ótima escolha!

    ResponderExcluir

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres