Ele é tão fofinho! É assim que a pequena Agnes descreve o unicórnio de pelúcia que ganha em Meu Malvado Favorito e essa é a melhor maneira de começar um post sobre um desenho igualmente fofinho.

Gru é um vilão tão do mal que tem coragem de dar um bichinho de balão para um criança, só pelo prazer de poder estourá-lo. Mas a vida não fácil para ninguém e agora ele tem dificuldade em manter o posto de inimigo público número 1. Tudo porque o novato Vetor já começou a carreira de vilão de maneira espetacular, roubando uma pirâmide do Egito. 

Para mostrar o que é capaz, Gru bola um plano infalível: roubar a Lua! O único problema é que ele está sem verba e precisa de um empréstimo do Banco dos Vilões. Só que para isso, ele precisa roubar a arma de encolher do Vetor.

Apesar de lesado, Vetor tem uma casa cheia de equipamentos de segurança e as poucas pessoas que têm acesso a ela. Por ele gostar muito dessas guloseimas, só as órfãs vendedoras de biscoito, Margo, Edith e Agnes, são as poucas sortudas que podem entrar no quartel general dele. Com a ajuda dos Minions, os bichinhos amarelos do cartaz, e um plano bem claro em mente, Gru resolve adotar as três.

Como a maioria dos filmes infantis do momento, Meu Malvado Favorito também é do tipo que agrada crianças e adultos. Tem momentos que são engraçados para ambos, mas que só os mais velhos entendem os reais significados, tipo quando o Gru fala para a mãe que quer ser astronauta e ela responde que ele está atrasado, porque não enviam mais macacos para o espaço.

É uma animação muito divertida, comovente e ... fofinha.

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres