Título Nacional: A guerra dos mundos
Autora: Herbert George Wells
Ano de lançamento: 2007
Número de páginas: 240
Editora: Alfaguara
Título Original: War of the Worlds

Para sair da minha zona de conforto, resolvi dar uma chance ao clássico da ficção científica A Guerra dos Mundos. Tenho que confessar que não foi fácil, parecia um livro eterno, simplesmente porque ele foi lançado em 1898 novinho, não? e tive dificuldade para entrar no ritmo da obra.

Pois bem, era o inicio do século XX, os ingleses acompanhavam, como se fosse uma novela, uma série de explosões na superfície de Marte. Um desses supostos meteoritos cai próximo a casa do "narrador" não, ele não tem nome e acaba se revelando um cilindro metálico recheado de marcianos do mal.

Usando máquinas super modernas, como o raio de calor, essas criaturas muito inteligentes poem em prática o plano de acabar com a humanidade, se alimentando dela, para dominar o planeta Terra e quem sabe um dia chamá-lo de lar doce lar. Sentiram o drama?

A história é boa e a narrativa é bem diferentona, repleta de críticas a sociedade que ficam subentedidas no meio do caos. O encarregado de contar esse episodio de terror, descreve tudo nos mínimos detalhes como se estivesse acontecendo de verdade. Não foi por acaso que as pessoas acreditaram que o planeta estava sendo invadido quando o livro foi lido na rádio. O estranho é que não é explorado nada sobre quem ele é. A esposa dele também é chamada o tempo todo apenas de mulher.

Quase no finalzinho as coisas ficam mais tensas e dinâmicas. A leitura flui facilmente e então acaba com um pseudo-final feliz. A Guerra dos Mundos é recomendado para quem gosta de seres de outros planetas, clássicos da literatura e tem bastante paciência ou simplesmente se sente obrigado a ir até o fim quando começa um livro.

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres