Título Nacional: Perfeitos
Autor: Scott Westerfeld
Ano de Lançamento: 2010
Número de Páginas: 400
Editora: Galera Record
Título Original: Pretties

Para quem não sabe, Perfeitos é a continuação de Feios. Eu devorei o primeiro livro em dois dias e a mesma coisa aconteceu com o segundo dessa trilogia.

Perfeitos superou as minhas expectativas, se mostrando muito melhor que o primeiro (que já era bom). Nele conhecemos melhor os personagens principais e secundários, ao mesmo tempo que os efeitos das cirurgias são explorados e expostos . Eu gostei tanto, mas tanto mesmo, que não consigo traduzir em palavras.

Spoiler Alert - a fofoca vai comer solta daqui para frente

Tally Youngblood não é mais a feia aventureira/dedo duro/corajosa que conhecemos no primeiro livro. Agora  ela é linda, anda com os Crims e tem cabeça de vento. Sua unica preocupação é ser borbulhante. Mas ser borbulhante pode ser totalmente falso às vezes. Ela nem lembra direito dos tempos de feia, só sabe que foram eles que lhe garantiram o status que tem agora.

Nessa nova aventura, Tally redescobre o amor, redescobre a cura, redescobre quem ela é. O que eu achei mais interessante foi o modo como ela está determinada a mudar as coisas e não desiste, custe o que custar. Outra parte da trama que também é bem trabalhada, é a maneira como os mistérios em torno da cirurgia são desvendados. Fica claro que a tal perfeição foi um jeito que acabar com a violência e prolongar a vida humana.

Apesar de grande parte do livro ser a Tally e a Tally mesma, no comecinho a gente conhece o Zane, e se apaixona pelo idealismo dele junto com ela. Da mesma forma que sentimos e não sentimos falta do David e surtamos um pouco com a Shay pirando na batatinha.

Mais do que qualquer outra coisa, nesse livro descobrimos que os títulos super entregam a condição de Tally. Fica a dica.

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres