Esse é um filme difícil de ser classificado. Tem cenas de ação, umas pitadas de romance, momentos engraçados. Outro elemento principal é o humor nonsense. Porém, acima de tudo, Scott Pilgrim contra o mundo é uma homenagem aos videogames de 8 bits e a todos os seus fãs.

Scott (Michael Cera) é um cara nem tão comum de vinte e poucos anos que tem uma banda. Ele mora com um amigo gay, este que é responsável pela maior parte das cenas mais engraçadas. Tem uma ex-namorada famosa que ainda o atormenta. E a vida de Scott acaba realmente girando em torno de ser awesome tornar sua banda um sucesso.

Eis que nessa equação surge Ramona Flowers (Mary Elizabeth Winstead), a garota do cabelo colorido. É amor à primeira vista pra Scott. Só que o que ele não sabia era que para ficar com Ramona, ele tem que derrotar todos os sete ex-namorados do mal dela, que formaram uma liga para impedir a felicidade amorosa da moça. A partir daí acontecem várias lutas bem ao estilo old school dos viodegames. Além de referências a elementos clássicos dos jogos.

O filme acaba perdendo o ritmo durante o meio, ficando cansativo. Mas consegue melhorar no final. Vale pelas piadas sem noção. Só que aviso, é bem diferente de tudo que se está acostumado, então, se prepare.

ps: Só para comentar aqui, não entendo a graça do Michael Cera, que acaba fazendo o mesmo papel de sempre

ps2: Pra quem curte jogos, há um do Scott Pilgrim contra o mundo para Playstation 3 super divertida. Trailer aqui

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres