Cisne Negro é um daqueles filmes que quando acaba, te deixa presa a cadeira do cinema, atordoada, sem saber como continuar. Digo tudo isso no melhor sentido das palavras!

Penso que é um filme interessante pra quem estuda cinema, pois é um valioso exemplo de como contar uma história relativamente simples, mas transformando-a em algo memorável. Como fazer isso? Dica número 1: escolha o diretor certo. Cisne Negro tem Darren Aronofsky (de "Requiem para um Sonho", "Fonte da Vida", "O Lutador"), conhecido por sua competência. Dica número 2: escolha a atriz certa. E isso eles fizeram com certeza!

Natalie Portman é Nina, uma bailarina perfeccionista e muito dedicada que é convidada a ser a estrela da nova versão de "O Lago dos Cisnes" que o diretor da sua companhia vai fazer. E ela (Portman) está absoluta, dominando todas as cenas e todos os espaços com sua personagem. Fico até sem saber o que dizer diante de tanto talento!

O filme foi indicado em diversas categorias ao Oscar desse ano, mas destaco as três principais: Melhor Filme, Melhor Direção e Melhor Atriz (esse último praticamente garantido para a Portman!).

Enfim, só três palavras: vá assistir já!

Um comentário:

  1. Sinceramente, o filme acabou e eu já sabia que ia terminar daquele jeito. Nao teve nada de "oooh" nada de chocante, nada de surpreendente. Só quiseram fazer um filme pra botar a Natalie Portman para demonstrar o quanto ela é boa atriz - o que o mundo inteiro já sabe. ¬¬

    ResponderExcluir

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres