Título Nacional: Caçada
Autor: P.C. Cast e Kristen Cast
Ano de Lançamento: 2010
Número de Páginas: 389
Editora: Novo Século
Título Original: Hunted

Spoiler Alert: Como esse é o quinto volume de uma série, há grandes chances de spoilers. Fica a dica.

Será que com o passar de cinco livros uma personagem consegue ao invés de desenvolver conseguir ficar mais imatura e irritante? Sim, é possível. Zoey da série House of Night é o exemplo disso.

Esse quinto volume se passa inteiramente no dia seguinte a libertação do malvadão anjo caído, Kalona. Tudo ficou de cabeça para baixo quando ele e Neferet assumiram o controle e soltaram criaturas estranhas para aterrorizar Tulsa. Então, Zoey e seus amigos tem que ficar escondidos nos túneis junto com os novatos vermelhos, mesmo que isso não seja a coisa mais sensata a ser feita. Como alguma coisa interessante tem que acontecer, além da babaquice de Zoey em ficar dividida entre milhares dois caras, algo dá muito errado e eles têm que voltar para a Morada da Noite mais uma vez. E Zoey e seus amigos tem que encontrar uma maneira de salvar a cidade do poder de Kalona e Neferet.

O grande problema do livro - e da série - é que toda a ação de um livro fica concentrado em um ou dois dias. E com isso, apesar de várias cenas de ação, a história fica muito simplificada, muitas das explicações são deixadas para depois e tudo fica sem muito sentido.

Porém, nada irrita mais em House of Night como a indecisão de Zoey quanto a quem é seu namorado. Meu Deus! Ninguém aguenta mais isso. Escolha logo um deles e acabe com essa chatice! Ou não se comprometa com nenhum! Qualquer coisa, mas pare de ficar com seus monólogos internos intermináveis.  Outra coisa são as piadinhas nos diálogos entre Zoey e seus amigos que, não sei se foi impressão minha, ficam mais infantis a cada livro...

Aí você pode se perguntar: por que você está no quinto volume se você não suporta a Zoey? Então, minha justificativa é a de que a história não é de todo mal, tem seus pontos positivos. O primeiro volume é muito bom, diferente da maioria dos livro de vampiros por aí. A ideia da mitologia dos vampiros criada pelas autoras é original, o problema é só como a história é levada a cada volume. Por isso House of Night é o tipo de série que a gente ama odiar e odeia amar.

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres