Rango é um camaleão que passou sua vida toda num aquário. Para driblar a solidão, ele inventou personalidades, amigos e histórias. Tudo para fugir de sua realidade sem graça. Só que numa viagem, o enredo de sua própria vida resolve dar uma guinada. O seu aquário acaba caindo do carro e ele vai parar bem no meio do deserto sem nenhuma habilidade de sobrevivência.

Ele acaba indo parar num vilarejo de criaturas estranhas que vivem a ameaça de não terem mais água e bem, você sabe o que acontece quando acaba a água. O lugar vive uma espécie de velho oeste. Ali é que Rango vê a oportunidade perfeita parar criar um novo personagem: um pistoleiro destemido que não tem medo de nada e nem de ninguém. E com muita sorte ele acaba virando o xerife do lugar. Apesar de sua ingenuidade ele começa a perceber que tem algo de muito errado naquela cidade e cabe a ele resolver o problema daquelas pessoas que tanto confiam nele.

O ator que faz a voz do protagonista no original é Johnny Depp que mostra mais uma vez como é um ótimo ator. É impressionante imaginar a figura do ator com aquela voz de alguém assustado e que não sabe muito bem o que está fazendo.

Apesar de ser um filme infantil, há várias cenas que provavelmente impressionariam crianças e o enredo é mais adulto do que se esperaria do gênero.

Rango tem todo um clima de velho oeste e vários elementos da cultura mexicana presentes durante todo o filme. É um filme que fala sobre acreditar em si mesmo (por que não?) e buscar quem somos. E se até um pequeno camaleão pode se tornar um herói por que não nós?

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres