Título nacional: Comprometida: Uma História de Amor
Autora: Elizabeth Gilbert
Ano de lançamento: 2010
Número de páginas: 374
Editora: Objetiva
Título original: Committed: A Skeptic Makes Peace with Marriage

Esse livro é como se fosse uma continuação de Comer, Rezar, Amar, então eu não sei muito bem se pra quem não leu o anterior, essa resenha terá spoilers. Até porque tem o filme também. Spoiler leve.Todo mundo avisado!

Alguns anos depois de tudo que aconteceu em Comer, Rezar, Amar, Elizabeth e seu namorado brasileiro Felipe ainda estão juntos, vivendo nos Estados Unidos. Em uma volta ao país depois de uma viagem de negócios, Felipe é barrado pelas autoridades de imigração que dão o veredicto: ele só poderá voltar ao país e se tornar um cidadão americano se ele e Elizabeth se casarem, oficialmente, no papel, conforme a lei manda.

Aí começa a crise: quem leu o livro anterior sabe do inferno que Elizabeth passou com o fim do seu primeiro casamento. Felipe também é divorciado e os dois tem um grande receio (pra falar o mínimo) sobre a instituição do casamento. Então, enquanto a papelada para resolver a situação do casal não sai, os dois viajam pela Ásia e Elizabeth procura entender melhor o bicho de sete cabeças chamado casamento.

Achei realmente legal a divisão dos capítulos por temas relacionados ao casamento, como expectativas, autonomia, cerimônia, só pra dar alguns exemplos. São oito capítulos e o meu favorito foi o quinto, Casamento e mulheres - adivinhem só, é o capítulo que entristece por um lado mas alegra por outro, pois debate como o casamento pode ser extremamente machista e autoritário, mas também pode, dependendo dos envolvidos, ser bem feminista e igualitário.

O que também ajuda a leitura a fluir bem e a gostar do livro é acompanhar como a autora vai se acostumando com a ideia do casamento e as reflexões sobre os relacionamentos em geral. É um livro bem realista, que pode te fazer pensar e repensar seus conceitos. Recomendo!

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres