The Son of Neptune acompanha o nosso semideus favorito, Percy Jackson. Também estavam com saudades como eu?

Percy  está longe de casa, fugindo de górgonas e sem memória. A única coisa que ele se lembra é de Annabeth #todassuspira e de que ele é um semideus. Ele consegue chegar ao acampamento Júpiter, a "versão romana" do acampamento meio-sangue e logo percebe que as coisas são bem diferentes por lá.

É nesse momento que conhecemos o funcionamento do acampamento romano e como lá tudo é bem mais bélico. Logo Percy sai em uma missão com outros dois semideuses, Hazel e Frank. A missão? Só ir até o Alasca libertar Thanatos. Fácil - só que não.

O que já me chamou a atenção na primeira frase foi o humor de Percy de volta! Apesar de não termos os capítulos com nomes engraçados e nem a narração em primeira pessoa, podemos perceber claramente os comentários sarcásticos e hilários de Percy. #todoscomemora

O começo do livro é bem mais parado já que o tio Rick passa alguns capítulos explicando como as coisas funcionam por lá e apresentando novos personagens que com certeza continuarão nos próximos livros. Quanto aos novos heróis? Hazel é bem reservada, mas é agradável e de suma importância para a trama e Frank é incrível, muito atrapalhado, mas com uma coragem invencível. E Percy continua o herói que conhecemos.

Com certeza o tio Rick foi bem pretensioso em querer unir a Mitologia Grega e Romana, eu mesmo torci o nariz no início, mas ele está se saindo muito bem e não tem como não amar os seus livros! Super ansiosa por "The Mark of Athena"!

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres