Título Nacional: Artemis Fowl - O Menino Prodígio do Crime
 Autor: Eoin Colfer
Ano de Lançamento: 2001
Número de Páginas: 288
Editora: Record
Título Original: Artemis Fowl


Título Nacional: Artemis Fowl - Uma Aventura no Ártico
Autor: Eoin Colfer
Ano de Lançamento: 2002
Número de Páginas: 320
Editora: Record
Título Original: Artemis Fowl 2 - The Arctic Incident



Meu interesse em descobrir as aventuras do Artemis Fowl começou quando li o post guia da série feito pela Bell do Nem um Pouco Épico. E para a minha sorte, a Giselle, companheira de blog, tem os dois primeiros livros. Como diria o meme: challenge accepted.

O primeiro livro conta como Artemis conseguiu não só descobrir e desvendar a linguagem do mundo subterrâneo (cheio de seres mágicos que antes viviam na superfície), como também sequestrar uma oficial da polícia deles, a Holly. A história é bem desenvolvida, apesar de ser meio difícil de acreditar que um garoto de 12 anos fosse ser tão inteligente assim, gostei bastante. Os outros personagens, como Butler, o segurança pessoal de Artemis, e também os seres mágicos, são muito divertidos e você logo se afeiçoa a eles (ou sou só eu que sempre me afeiçoo aos coadjuvantes?). E por mais que o Artemis pareça um perfeito anti-herói, ele tem lá suas motivações nobres para fazer o que faz.

Já no segundo livro, o mundo subterrâneo está ameaçado. E é claro que a primeira pessoa que vem a cabeça do povo das fadas como principal suspeito? Artemis Fowl. Só que dessa vez ele não tem nada a ver com a bagunça, pois estava concentrado em tentar resgatar seu pai, sumido há tempos, depois que consegue localizá-lo no Ártico. Então o capitão, Holly, Artemis e Butler estão juntos novamente para tentar concertar as coisas lá no mundo subterrâneo e reencontrar o pai de Artemis. 


Nessa segunda aventura parece que a coisa amadureceu um pouco, sem perder o tom juvenil ou as partes engraçadinhas. Enfim, eu recomendo os livros dessa série, são bem escritos e tem histórias interessantes, mesmo que você não tenha mais doze anos. 

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres