Olá! 
Aqui vai mais um post da tag playlist, você pode ver os outros que já fizemos: Pop Chiclete, Trilhas Sonoras 'Alternativas' e Férias.

A playlist de hoje surgiu na minha cabecinha criativa um dia desses enquanto estava ouvindo músicas no modo aleatório no meu celular e tocou "You Make my Dreams", do Hall and Oates, da trilha sonora de 500 Dias Com Ela. Então eu me lembrei de que eu tenho uma singela lista de músicas que eu adoraria que fossem cantadas para mim (é, eu sou uma egocêntrica romântica incurável).

É claro que existem muitas músicas ótimas de declaração de amor por aí, mas nessa playlist só tem as que eu gosto, porque eu que mando. Logo abaixo tem alguns comentários meus sobre cada música.




Pra começar, You Make My Dreams, que eu já falei ali acima. É uma gracinha de música, mais gracinha ainda a dancinha do Joseph Gordon Levitt enquanto ela toca no filme.

Depois vem I Was Born to Love You, do Queen, porque eu não poderia deixar essa playlist sem essa música. É agitada, é linda, é o Freddie Mercury fofo do meu coração cantando. Sem mais.

A terceira é Eight Days a Week, dos Beatles, cantada pelos conterrâneos deles, os Libertines. O Grooveshark não tem músicas dos Beatles (eu sei, um pecado capital!), mas esse cover é bem legal também. Os Beatles são mestres em músicas boas e também músicas boas para declarações de amor, mas com Eight Days a Week, desde a primeira vez que escutei, tem todo um amor especial.

Aí tem a música linda Let My Love Open the Door, pra aquela serenata para alguma pessoa, digamos, mais traumatizada pelo amor. Quem canta é o Sondre Lerche e eu adoro o violão e os violoncelos dessa música mais do que é saudável!

If it Kills Me é do Jason Mraz, outro cara bom de músicas apaixonadas. Eu acho essa em particular a mais gracinha de todas, ótima pra aquele amor platônico entre grandes amigos.

Chegamos a parte da playlist em que vocês se perguntam: peraí, tem Your Song duas vezes? É minha gente, uma é a original do Elton John e a outra é a versão cantada pelo Ewan McGregor com todo seu talento escocês delícia em Moulin Rouge. Eu simplesmente não pude escolher entre uma e outra, então as duas estão aí. Linda demais!

Sem deixar a intensidade do amor cair, logo depois do "combo" vem a música mais clichê de todas as playlists românticas do Universo (ou não, ainda temos Bon Jovi!): I Don´t Want to Miss a Thing, do Aerosmith. Clássico! Eu ouvia essa música no repeat até enlouquecer a visinhança lá pelos meus 14-15 anos, era uma beleza. Se você ainda não ouviu essa música e se emocionou, mesmo sabendo que é um pouco brega, você ainda não viveu, meu querido.

Agora vamos dar uma animadinha? Wouldn´t it be Nice é dos Beach Boys e eu conheci quando tocou naquele filme Como se Fosse a Primeira Vez, com o Adam Sandler e a Drew Barrymore. Também tocou em um episódio da última temporada de Brothers and Sisters, nos dois casos em contextos bem irônicos. Eu adoro como ela é animada e bonitinha, meio inocente toda trabalhada na sugestão.

Agora balançamos nossos isqueiros no ar e voltamos a abraçar carinhosamente o clichê com Always, do Bon Jovi. Sei que tem gente que pegou trauma dessa música por causa do clipe, mas eu não fui afetada. Essa só não é a música mais clichê de playlists românticas do Universo número 2 porque o sr. Bon Jovi também tem I´ll be Therer for You, música a qual se rasga de amor praticamente (se é que isso é possível).

Uma playlist de músicas de declaração de amor sem Can´t Help Falling in Love e sem Elvis Presley não é digna de ser uma playlist. Gente, o que é o vozeirão do Elvis nessa música?

Happy Together, do The Turtles, já foi até trilha sonora de propaganda de carro, mas eu adorava antes e continuo adorando. É daquelas de sair cantando pela casa, desafinando e soltando a franga apaixonada que existe dentro de você.

Então temos I Just Can´t Stop Loving You, do Michael Jackson. Não é uma música que todo mundo se lembre, mas eu acho tão bonita. 

Pra encerrar nossa aventura, Green Eyes, do Coldplay, que logo de cara começa com um verso todo trabalhado na metáfora que eu nem sei o que dizer, de tão lindo que acho: "Honey you are a rock/Upon which I stand - Amor você é a rocha/Sob a qual eu me levanto" (tradução minha).

Até a próxima, pessoal!

2 comentários:

  1. Excelente lista, você tem um gosto musical muito bom!!
    Destaque para Beatles, Beach Boys e Turtles, adoooro...
    E essa canção do Bon Jovi eu considero como a mais triste do universo, não recomendo nem um pouco para quem está de coração partido... Meu Deus! É muito sofrimento. Lindíssima, intensa, profunda, mas muito sofrida. Hehehehehe... Mas eu adoro um drama, por isso adoro essa canção.
    Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  2. Can´t Help Falling in Love foi a música que escolhi para meu marido entrar na igreja no dia do casamento. Claro que foi só instrumental, porque na igreja católica não deixam tocar música sem ser instrumental, clássica ou sacra, mas foi bem lindo, porque a gente adora Elvis e a música é super romântica. ;)

    ResponderExcluir

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres