A melhor frase para definir o thriller “Contatos de 4º Grau” seria the cake is a lie (homenagem aos geeks de plantão). Explicar isso talvez seja spoiler e não explicar seria omitir a verdade mentir. O texto abaixo contem revelações.

O suspense “Contatos de 4º Grau” seria só mais um entre tantos outros filmes de abdução se não fosse o marketing de ‘baseado em fatos reais’. São as imagens ‘originais’ que impressionam, prendem a atenção do público e dão ao filme o tom de terror. Repararam nas aspas? Isso porque as imagens que supostamente aconteceram em 2000 e dividem a tela com as cenas da produção não passam de outro faz de conta.

Todo o material utilizado para comprovar a autenticidade dos acontecimentos, como matérias liberadas na imprensa sobre os desaparecimentos em Nome, a cidade do Alasca onde a psicóloga Abigail Tyler investiga através de hipnose vários casos de contato com extraterrestres, foram resultado de uma magnífica campanha de marketing da Universal Pictures.

O filme é bom, mas peca por não contar que é tudo de mentira e perde a graça depois de ser desmascarado. Recomendado para quem gosta ficção cientifica, pessoas se contorcendo enquanto falam línguas estranhas e alguns sustos.

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres