Destrua-me é um conto de Estilhaça-me sob o ponto de vista do Warner, o vilão que amamos odiar e odiamos amar. O conto se passa entre o primeiro e o segundo livro. Tanto que algumas cenas finais acontecem durante Liberta-me.

Não era muito fã do Warner e não entendia muito bem sua motivação, mas isso tudo mudou ao ler esse conto. Entramos em sua cabeça e vemos que ele nem é tão mal assim. Ele apenas é resultado de um pai controlador e tirano e tenta fazer o seu melhor dentro do que é capaz. E até suas atitudes mais polêmicas tem uma explicação plausível. 

Além de podermos compreender o personagem, o conto mostra o que está acontecendo do lado de fora com a fuga de Julliete e como o povo está começando a desconfiar que há algo errado com alguma parte da população e não há mais como o governo esconder isso. O bom do seu ponto de vista é que ele é mais claro que o da menina e mais "inteirado" no assunto, já que Juliette passou tantos anos presa e longe da sociedade. 

Porém, por ser bem curto, ele não oferece muito mais que isso, mas creio que cumpra o seu papel e acho essencial lê-lo antes de ler a continuação, Liberta-me. 

2 comentários:

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres