De um lado temos Chloe Murray, que é uma excelente costureira e realiza o sonho de várias noivas criando peças belíssimas para o tão esperado dia, mas ela precisa de férias urgentemente. Ansiosíssima com as férias que estão por vir, ela mal pode esperar para estar em um lugar tranquilo com seu marido Philip e os filhos Sam e Nat. Além do descanso, seu casamento precisa de novos ares, já que estão passando por uma situação bem complicada com a possibilidade da filial bancária onde Philip trabalha ser fechada e o cara não consegue pensar em outra coisa além do desemprego e isso está matando o relacionamento dos dois.

Do outro lado, Hug Stratton é um homem bem-sucedido e sonho de qualquer mulher. É chefe de estratégias corporativas na empresa em que trabalha, mas em casa não é ouvido. Sua mulher, Amanda, é quem toma conta de tudo e quem manda em tudo. Além de cuidar das pequenas Octavia e Béatrice. Amanda está envolvida em uma grande reforma na casa deles e nem sequer pede a opinião do marido e Hugh acredita que saindo de férias eles podem esquecer esses problemas e voltar a ter um relacionamento sólido.

O destino que ambos casais escolhem para passarem as férias é uma casa na Espanha, que pertence a um amigo em comum, Gerard Love. Porém, o que ninguém imagina é que Gerard emprestou a casa para os dois casais ao mesmo tempo. Procura vai, procura vem, ninguém encontra um hotel vago na região devido a alta temporada e resolvem dividir o espaço civilizadamente, mas aí tem um probleminha. Chloe e Hug não são meros desconhecidos. Eles viveram uma tórrida paixão há quinze anos e o relacionamento não terminou muito bem. As recordações irão voltar, feridas não cicatrizadas começarão a latejar e segredos profundos poderão vir a tona. Com o casamento de ambos meio fragilizado, o que será que os dois farão para controlar esses sentimentos?

Sleeping Arrangements é super leve e fácil de ler, mas não chega a ser um best seller. A história é simples e não é cheia de blá blá blá. Os protagonistas não são tão fortes, mas os personagens secundários são muito bons e alguns chegam a roubar a cena. Esse não é um livro inesquecível ou que mudará a sua vida. É bem pra passar o tempo quando não estiver fazendo nada. Mas, ainda assim, recomendo. Li esse livro em inglês, mas a editora Record publicou em português com o título "Quem vai dormir com quem?".

Madeleine Wickham é a autora do livro. Quando comprei, achei que Madeleine era o pseudônimo de Sophie Kinsella, mas aí vem o susto: Sophie é seu nome artístico. Ela começou a carreira escrevendo livros como a própria Madeleine e as obras são classificadas como um chick lit mais adulto e só depois que Sophie Kinsella nasceu. Porém, sua carreira deslanchou mesmo quando apresentou Sophie ao mundo e depois de tanto sucesso com a consumista Becky Bloom e com seus outros títulos, que voltaram a apostar nas obras de Madeleine. Bom, deu certo, mas eu ainda prefiro a narrativa, o humor e a criatividade da Sophie. Tenho me esperando na estante outro título de Madeleine Wickham. Quando eu ler, faço a resenha e digo se continuo no team Sophie ou se mudei para o team Madeleine.

PS.: Continuo achando muito estrando chamar Sophie Kinsella de Madeleine Wickham, tenho dito!

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres