Tudo parecia bem ao final de Cidade de Vidro. Valentim tinha sido derrotado, os Integrantes do Submundo tinham se aliado aos Caçadores de Sombras  o Jace e a Clare finalmente podiam ficar juntos... Mas é... a história continua em Cidade dos Anjos Caídos e é só o começo dos problemas.

Alguns dos antigos membros da Clave de Valentim estão sendo mortos por alguém que parece querer colocar os seres do Submundo contra os Caçadores de Sombras. E Clary acaba mais uma vez envolvida no mistério numa tentativa de solucionar as coisas e ainda tentar entender o que está deixando Jace tão estranho e distante. E ainda acompanhamos a adaptação de Simon, não só como vampiro, mas como Diurno e como seu papel é importante na relação entre os vampiros e os Caçadores de Sombras.

O livro alterna entre os pontos de vista de Clary, Jace e de Simon o que dá um visão bem completa de todos os pontos da história. Achei muito legal poder "entrar na cabeça" do Jace e do Simon!

Cidade dos Anjos Caídos introduz uma nova trilogia a série e sempre acho bem frustrante quando acho que a história acabou e vai lá a autora e inventa mais uma continuação. Mas nesse caso creio que realmente vale  a pena ler esses próximos volumes porque temos algumas respostas de como Simon está se adaptando, como está a relação entre Jace e Clare e a de Magnus e Alec.

Sempre falo que ao ler Cidade dos Ossos realmente não gostei do livro. Achei muito longo, confuso e me parecia uma grande fanfic. Mas a série me conquistou com Cidade das Cinzas e a Cassandra realmente fez a lição de casa e agora sempre escreve livros bem estruturados e bons. Esse não é uma exceção. Minha única crítica é que ele se passa num curto espaço de tempo, sendo assim poucas coisas realmente acontecem. Ela poderia ter desenvolvido mais a história para parecer menos um trampolim para os outros livros... Mas ainda sim foi uma leitura divertida e recomendo para os fãs da série.

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres