Das autoras de Os Diários do Botox, Sara sem Silicone é um típico chick lit americano. Sara Turner é uma mulher moderna, que vive tentando equilibrar as funções de nova esposa, dona de casa, mãe e amiga. A história se passa em um condomínio chique de Hadley Farms, perto de Nova Iorque e durante o trajeto da vida, Sara já passou por poucas e boas. Seu primeiro marido fugiu para a Patagônia há oito anos deixando-a sozinha com um bebê, Dylan. Mas, nada que o tempo não resolva, não é mesmo?

Atualmente, ela está em um novo relacionamento e perdidamente apaixonada e se mudou para a casa do noivo, Bradford. Tudo parecia perfeito até que a ex mulher de Brad resolve ressurgir das cinzas trazendo a tira colo a filha adolescente do casal, que está louca da vida para juntar novamente os pais.

As amigas de Sara são absurdamente viciadas na boa-forma e em uma vida cercada de prioridades fúteis. A protagonista fica um pouquinho longe desse mundinho, mas participa de conversas hilárias com as amigas. Sua melhor amiga é Kate Steele, uma dermatologista super bem sucedida e que vive com seu consultório cheio com os rostos mais belos da cidade e seu quarto é frequentado todas as noites por um badalado investidor do setor imobiliário. Já, a nova vizinha de Sara, Berni Davis, acaba de largar sua carreira de empresária em Hollywood e todo o bem-bom para cuidar dos filhos.

Aos 41 anos, uma idade em que a maioria das mulheres imaginam encontrar todas as portas da vida se fechando, Sara, Kate e Berni vivem um período de constante mudança e prontas para começar tudo de novo. O livro não é o the best, mas vale a pena para passar um tempo e dar boas risadas com essas personagens perturbadas. Além de conferir as novas opções de meia-idade em que elas vivem se encontrando.

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres