Quem passou pelos três anos do colegial sem fazer ou viver nem que seja um pouco de drama não teve uma experiência escolar completa. Sejam questionamentos filosóficos profundos interiores ou relacionamentos com amigos e pessoas nem tão amigas assim, os últimos anos da escola geralmente não são fáceis pra ninguém.

Esse livro narra algumas histórias adolescentes. O Will Grayson 1, escrito por John Green, tem uma filosofia de vida que consiste em ficar quieto e não se importar muito com as coisas. É claro que essas suas convicções são desafiadas a todo o momento, sendo ele amigo do escandaloso Tiny Cooper, que de Tiny (pequeno, em inglês) não tem nada e quer realizar uma peça musical na escola sobre sua vida. Também tem Janie, a amiga super hipster dos dois pela qual Will tem uma paixonite.

O Will Grayson 2, do David Levithan, tem problemas de humor e toma remédios para depressão. Ele não tem muitos amigos, só alguns caras do clube de matemática e uma garota gótica. O que ele gosta mesmo é de conversar na internet com um cara chamado Isaac.

Lá pela página 100 do livro, os dois Wills vão se encontrar. E é aí que a história fica interessante e você não consegue mais parar de ler, querendo saber o que vai acontecer. Apesar de ter gostado mais do Will escrito pelo John Green, o outro também é um cara bem legal. Tem vários assuntos - ou melhor, neuras - da adolescência que são bem retratados, o que certamente irá gerar alguma identificação do leitor, sendo hétero, gay, gordinho, magrinho, qualquer um.

O livro será lançado esse mês pela Galera Record, vocês podem ver a página do livro no site da editora clicando aqui. Não sei porque cortaram os sobrenomes deles do título e porque a capa discreta, mas sei que recomendo a leitura com certeza!

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres