Título nacional: Um estudo em vermelho
Autora: Arthur Conan Doyle
Ano de lançamento: 2011
Número de páginas: 247
Editora: Melhoramentos
Título original: A study in scarlet

Essa é a primeira história do detetive mais conhecido da literatura, Sherlock Holmes. Dr. John Watson acaba de voltar de uma guerra e precisa de um lugar barato para morar e eis que surge o estranho e introspectivo Sherlock para dividir um apartamento na Baker Street. O acordo perfeito.

O livro, como todos, é contado do ponto de vista de Watson o que faz com que a visão que temos de Holmes seja um tanto tendenciosa. O doutor logo fica encantando pelo "trabalho" do detetive que envolve a a lógica da dedução e resolve escrever sobre seus casos.

O primeiro caso em questão é o corpo de um homem encontrado numa casa abandonada, apenas com uma aliança feminina e a palavra vingança em alemão escrita com sangue. Para todos, inclusive para a polícia, nem a causa da morte é conhecida, mas para Sherlock é simplesmente óbvio o que aconteceu.

Apesar de ter sido escrito há tanto tempo, os livros de Arthur Conan Doyle são muito dinâmicos e nem um pouco ultrapassados. Chega até ser engraçado acompanhar as esquisitices de Holmes e descobrir sua linha de raciocínio ao final, sempre é uma grande satisfação.

Uma última observação: para quem já viu a série britânica Sherlock, dá para perceber como ela é fiel ao livro que narra a primeira história da amizade do detetive e do médico.

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres