Comecei meu 2015 com o pé direito na leitura. Meu primeiro livro do ano foi sensacional. Afinal, estamos falando de Sophie Kinsella.

Menina de Vinte conta a saga de Lara Lington, que sempre foi uma garota com uma imaginação pra lá de fértil. Sua vida estava andando nos trilhos até que começou a "ver coisas", terminou com o namorado e foi abandonada pela sócia e melhor amiga, que deixou a pobre Lara no meio do olho do furacão para que tentasse colocar a empresa de volta nos eixos. Se já não bastasse a dor de cabeça no emprego, Lara tem uma grande surpresa quando vai ao funeral de sua tia-avó Sadie de 105 anos.

O fantasma da finada aparece misteriosamente no velório e, aparentemente, só Lara consegue vê-lo. E a aparição não fica só por aí. Sadie tem um último pedido para fazer: exige que a sobrinha-neta localize um colar que foi dela por mais de 75 anos e só assim poderá descansar em paz.

Lara sai em busca do colar desaparecido com a companhia de Sadie, que é um fantasma muito peculiar. Sadie não "retorna" como uma simples senhorinha. Ela aparece exatamente como era aos 20 e poucos anos. É cheia de opinião, personalidade e tem sempre um comentário sobre amor e moda a oferecer.

O livro foi escrito com a fórmula mágica de Sophie. É o típico chick-lit da autora. Cheio de passagens engraçadas, atrapalhadas e com muito romance. A história é contada de maneira leve, rápida e bem sucinta. Outro ponto que gostei muito no livro foi que a narrativa não se resume somente as duas protagonistas principais; os outros personagens também tem seu espaço na trama.

Não é um título novo, mas ainda não tinha lido e precisava terminar de ler todos os livros da autora, que é uma das minhas preferidas. Menina de Vinte é uma leitura leve e divertida. Super indico!


0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres