Uma das grandes dúvidas que todo ser humano tem é o que acontece depois que a gente morre. Acredito que independente de fé ou de religião, o fato de o que vem depois ser um grande ponto de interrogação gera curiosidade em qualquer um. Então é esse o grande apelo do livro de Mitch Albom: é ficção, mas bem que poderia ser verdade.

O livro conta a história de Eddie, um veterano de guerra que trabalha como chefe da manutenção no parque de diversões Ruby´s Pier. No dia de seu aniversário de 83 anos, ele se encontra amargurado por tudo o que passou na vida e também em uma situação difícil com um brinquedo, e acaba morrendo enquanto tenta salvar uma garotinha desse brinquedo com defeito.

E esse é só o começo da história: Eddie vai encontrar cinco pessoas que foram, direta ou indiretamente, muito importantes em sua vida. Cada pessoa vai conversar com ele e explicar coisas importantes, levando Eddie a compreender porque a vida dele teve aquele rumo e não outro. Cada um dos cinco ensina alguma coisa, esclarece e faz com que o pensamento diante da vida e da morte não só de Eddie, mas do leitor também, vá sendo mudado de palava em palavra, perdão em perdão, o que torna essa história muito bonita.

Imagem daqui.
O livro virou filme em 2004. No filme, o Eddie é interpretado pelo John Voight, que é pai da Angelina Jolie (#momentotvfama). Já faz um tempo que eu assisti o filme, mas lendo o livro relembrei bastante as sensações que tive: Voight interpreta um ótimo Eddie e o filme se manteve bem fiel ao livro - se tiver alguma diferença, acredito que seja pequena!

Eu recomendo os dois: filme e livro. É uma história muito bonita, com partes que fazem seu coração ficar apertado de tristeza e outras que te fazem pensar sobre a influência das pessoas na sua vida, ás vezes até mesmo pessoas para as quais você nem deu atenção.

0 comentários:

Postar um comentário

Sigam-nos os bons!

Giselle lê

Robertha lê

Nathaly lê

Tecnologia do Blogger.

Ache no blog

Curte aí!

140 caracteres